A casa que atenda todas as nossas necessidades, seja ela de espaço ou acomodações, conforto, lazer, descanso.
O carro que atenda nossas expectativas de conforto, velocidade, beleza, comodidade, que caiba a família toda ou ainda a expectativa de ter uma família maior.
O emprego dos sonhos, trabalhar com qualidade, ter bons rendimentos, poder pagar as contas e sobrar um dinheirinho pra custear aquele anseio que vc espera tanto. Ou ainda quem sabe seu próprio negócio uma independência dependente, quem tem seu próprio negócio sabe do que falo.
Pra que tudo isso se torne, em certo aspecto, realidade, são necessárias algumas mudanças, isso, mudanças. Seja de emprego, de casa, de mobília, de carro, de vida, de atitude, de pensamentos.
Perder a estabilidade é como tirar o chão onde pisamos incansavelmente todos os dias. Mas o que tem em haver estabilidade com mudança? Tudo.
É como pisar em um espaço vazio, onde não se tem conhecimento sobre onde está pisando, o que vai acontecer, é tudo novo, é tudo desafiador.
Mudar é perder o chão batido onde nossos pés estão acostumados a pisar, para pisar descalço em um solo novo que pode ser pedregoso ou liso, sujo ou limpo, seco ou molhado, mas de qualquer forma, novo. São novas sensações, novas emoções, também novas preocupações, mas também novos sonhos, novas possibilidades, novas realizações.
Quando somos questionados do porquê lutar pela secessão, a resposta mais plausível a se dizer é que não há mudança de vida sem mudança de atitudes e não há novas atitudes sem novos pensamentos.
O Brasil está com sua mentalidade deturpada e encrustada no que é, dificilmente mudará, cabe a nós pensarmos novo e estabelecermos uma nova expectativa de vida.
Mude…
Pense…
Faça do Sul o seu País…

Avante sulistas,
temos uma nação para construir…

S.A.ASSUEIRO