Essa semana foi intensa.
Semana mais curta pra quem tem trabalho, por conta do feriado. Para os demais o desepero de saber que tem um dia a menos pra procurar emprego e um dia a mais de fim de semana, pois se as misturas davam pra sábado e domingo, agora tem que dividir em três, se não chegar os parentes.
Teve dia da independência que de independência só o nome do feriado, aliás deveria se chamar dia da dívida externa, pois se não fosse o empréstimo milionário feito pela Inglaterra à D.Pedro para pagar Portugal pela independência. Será que ainda seríamos terra portuguesa, quem sabe estaríamos melhor, não é mesmo?
Teve facada em presidenciável em Juiz de Fora e gente dizendo que foi jogada de marketing, enquanto o autor da facada era preso e do nada conta com 4 advogados, e teve aliado partidário auxiliando na cirurgia de paletó e gravata.
Teve Presidente atual metendo a ripa em presidenciável dizendo que a educação é de qualidade e candidato a deputado bloqueando radar em protesto às multas de trânsito, que por sinal não foi pra extinguir as multas, mas pra que seja destinada pra onde realmente precisa.
Teve argentino saqueando supermercado e Macri dizendo que está sob controle. A também teve, e acho que neste momento deve ter também, venezuelano fugindo de um país em crise pra entrar em outro, 28 milhões de desempregados brasileiros mais uns tantos venezuelanos. E a campanha do Haddad é Lula presidente, mesmo que seja da prisão.

Essa são as novas da semana.

Semana que vem tem mais.

S.A.ASSUEIRO